fbpx

Como calcular o ROI do seu vídeo?

Criar uma estratégia de marketing centrada em vídeo pode trazer ótimos resultados, quando bem planejada e implementada. Entretanto, antes de começar a produzir seu próximo vídeo, você deve saber quais serão seus objetivos.

Atrair novos clientes, explicar sobre seu produto ou serviço, gerar confiança para sua marca, captar e-mails, ou até conseguir a maior quantidade possível de compartilhamentos e curtidas… Com seu objetivo em mente, será mais fácil estimar o investimento necessário e consequentemente, o cálculo do ROI (Return on Investment).

Mas como é feito o cálculo?

Para calcular o ROI, utilizamos uma fórmula simples que se baseia na relação entre os ganhos obtidos e os investimentos em uma determinada estratégia;

ROI % = (Lucro do Investimento – Custo do Investimento)
Custo do Investimento x 100

O que podemos medir?

Análise de vídeo

É aqui que normalmente começamos a medir o sucesso do nosso conteúdo mais recente. Observamos estatísticas como número de visualizações, porcentagem de visitantes que assistiram ao vídeo e o envolvimento percentual de nossos espectadores.

Leads gerados diretamente por um vídeo

O vídeo é uma ótima maneira de gerar leads; Adicione um formulário ao lado de um vídeo em uma landing page, ou até mesmo dentro do vídeo e observe quantos leads serão gerados em relação ao número de visualizações da página, assim você conseguirá calcular a taxa de conversão.

Exemplos:

CapturarLeadsCapturarLeads2

Atualmente alguns players já fornecem coletores de e-mails que são inseridos dentro do vídeo. Dê ao espectador algum gostinho do que irá assistir e, em seguida, peça algo (seu e-mail) em troca de ver o resto. (Em nota, a Sobrado é parceira Wistia, player que também se integra com ferramentas de automação de marketing, como Hubspot e Pardot para rastrear leads que assistiram seu vídeo!)

Medindo o call to action

Direcionar o espectador do vídeo diretamente para página de conversão ou vendas é uma maneira bastante sólida de avaliar o ROI. Adicione um call to action ou um link intermediário no seu vídeo com links para uma ação de conversão (como se inscrever para um teste gratuito do serviço). Use uma URL curta bit.ly ou um código UTM do Google para rastrear o número de pessoas que assistiram o vídeo e clicaram na sua página de inscrição. A partir daí, você pode determinar quem está convertendo – e quem não está.

Exemplo:

Exemplo:

Call to action no vídeo

Exibição de vídeo x homem-hora

Você já parou para pensar quanto tempo a sua equipe de vendas passa repetindo as mesmas demonstrações de serviços, resolvendo problemas no suporte ou ensinando como fazer uma instalação?

Criar um FAQ (perguntas frequentes) com vídeos ou webinars pode tornar todo o processo mais escalável, além de permitir que seu time possa responder perguntas mais específicas e detalhadas (como problemas técnicos profundos).

Você pode começar a calcular o ROI para esta situação, observando o tempo que seu time economiza usando esses recursos escaláveis.

Mas não se esqueça dos seus clientes! Entregar valor e atenção para seus clientes é tão importante quanto a medição do ROI para o seu próprio negócio.

 

O que não podemos medir, mas é importante:

Quanto melhor alguém entende seu produto

Existem várias maneiras de quantificar de forma abstrata a melhoria na compreensão do cliente: métricas como o volume de novos clientes que vêm do boca-a-boca e o número de solicitações do suporte por um novo cliente. Mas, em última análise, ainda pode ser muito difícil identificar um único número que resume como o vídeo melhora a primeira experiência do seu novo cliente.

O que sabemos, no entanto, é que o vídeo é uma ótima maneira de fornecer contexto, e requer o menor investimento por parte do usuário. Dê mais detalhes sobre o que o seu produto faz e como ele pode beneficiá-lo. Fale sobre seus recursos e mostre-lhes o que fazem melhor em um vídeo.

O componente visual do vídeo permite que você explique tudo de forma mais concisa para uma audiência com um período de atenção limitado (porque a audiência pode se distrair com outras coisas brilhantes).

Quão entusiasmados eles estão para espalhar a palavra

Você pode acompanhar isto qualitativamente até certo ponto, através dos comentários que você recebe em seu blog, mídias sociais ou pessoalmente. Mas, você nunca poderá medir o quão empolgados estão para difundir a palavra para outras pessoas. E até que seja considerado socialmente aceitável anexar um EEG (aletroencefalografia) à cabeça do seu público para acompanhar sua resposta emocional ao seu vídeo, ainda é muito difícil medir o entusiasmo.

 

Em quais métricas você se concentra quando mede o desempenho de seus vídeos?
Como essas métricas orientaram seus futuros esforços de marketing?

Conforme mencionado anteriormente, antes de qualquer discussão sobre ROI, deve estar claro quais serão os objetivos: atrair novos clientes, explicar sobre seu produto ou serviço, gerar confiança para sua marca, captar e-mails, ou até conseguir a maior quantidade possível de compartilhamentos e curtidas… Esses objetivos determinarão o tipo de conteúdo de vídeo necessário. Mas que fique claro, não basta dizer amplamente: “Quero que meu vídeo seja viral”. Você verá muito mais ROI no seu vídeo quando você definir metas claras, estreitas e específicas para o seu conteúdo.