fbpx

O que a Netflix nos ensina sobre produção de vídeo

O que a Netflix nos ensina sobre produção de vídeo

Não é ao acaso o sucesso da Netflix. Consolidada a partir da execução de um planejamento de negócio muito bem pensado, a empresa americana que, no final do século 20 iniciou suas atividades com o aluguel e assinatura de DVD’s, é hoje um negócio lucrativo e uma referência em inovação de serviço, em experiência de usuário e em produções de sucesso. Todas essas conquistas foram possíveis ao serem embasadas na interpretação de diversos dados do comportamento de seus assinantes. A partir da Netflix, o mercado de produção audiovisual deixou de ser um negócio de sorte, em que não se sabia se haveria ou não adesão do público, para se tornar mais assertivo.

A prova disso são os números. Ao todo a empresa chega a 190 países diferentes nos quais soma 139 milhões de assinantes, o que a fez atingir, em 2018, o lucro de US$ 4,19 bilhões. Agora está explicado o porquê de marcas consagradas como HBO, Disney e Amazon correrem atrás de seus próprios streamings, não é mesmo?

E, ainda que os algorítimos sejam parte fundamental do negócio, não são só eles os responsáveis pela adesão em massa ao serviço da Netflix. Confira, a seguir, as diversas ações que a fizeram ganhar público mundial e o coração dos brasileiros!

Love Brand

Criar uma personalidade de marca é uma iniciativa que auxilia a não cair numa formalidade desnecessária e tornar o discurso mais autêntico. Ao se tratar de uma empresa que trabalha com entretenimento, o espaço para algo alternativo fica ainda mais evidente.

Assim, a Netflix é irreverente, conectada e extremamente relevante no diálogo que criou com o seu público brasileiro. Nas redes sociais a marca tem milhares de curtidas, retweets e comentários. Todos respondidos, seja de maneira a continuar a brincadeira ou, até mesmo, contestar declarações quando são preconceituosas ou falsas.

É preciso ter coragem e muita clareza do papel e do posicionamento que ocupa no mercado para se colocar em tais debates e ser aclamada pela maioria.

O segredo? Cultura empresarial e estratégias consistentes. A tonalidade informal é característica enraizada, além de constante busca em ser relevante, tanto nas interações quanto nos conteúdos criados, como nos vídeos em que celebridades como Valéria Valenssa, Xuxa e João Kléber agregam suas características e nostalgia popular ao propósito da marca.

Para completar um ciclo satisfatório de experiência, até quando algo sai errado, as iniciativas no serviço de atendimento ao cliente mantêm a linha de diálogo e prontidão, a fim de deixar o cliente confortável e de solucionar a situação.

Esses fatores contribuem para que, mais que consumidores, a Netflix tenha fãs. Pessoas que além de consumir, defendem e propagam o serviço e produtos para tantas outras, agregando cada vez mais valor à marca, pois, se sentem ouvidas e representadas pela marca.

produção de vídeo

Cultura Organizacional

Sem pessoas realmente comprometidas é impossível gerar valor positivo e inovador. As diretrizes que orientam os times da Netflix presam por competência, excelência, colaboração e compartilhamento de informações, pela busca de soluções, pela inovação.

Além de investir em talentos que deem conta das propostas ousadas que criaram para si no decorrer da empresa, há também o ambiente corporativo que alimenta a sinergia que torna possível fomentar, ouvir e implantar boas ideias.

Isso porque é preciso melhorar detalhes invisíveis até os mais evidentes aos usuários, gerando benefícios na usabilidade. Essa é a busca constante de uma empresa que quer se manter como a principal de seu mercado, mas concorre com inúmeros atores, seja os que são tradicionais no mercado ou os recentes players, como plataformas de game online e Youtube, que competem pela atenção do público.

Produção de vídeo

Desde que estava no ramo de DVD’s a Netflix já trabalhava com dados para melhorar a recomendação de filmes e séries a seus assinantes, a fim de manter e aumentar a cartela de clientes.

Ao criar o serviço de streaming, a possibilidade de personalização só tem se tornado cada vez mais eficiente, já que a tecnologia permite coletar diversos dados de comportamento e, com eles, ter insights sobre os conteúdos que terão ou não sucesso, além de fazer testes para melhorar a adesão aos títulos.

E, assim, a produção de vídeo se beneficia, já que há vasto banco de dados em constante monitoramento a ser explorado para estimular roteiros que façam sucesso e trazer novidades constantemente.

A produção própria da Netflix foi uma decisão estratégica certeiro, pois, sem ele, a marca ficaria refém das demais produtoras que poderiam vir a formar sua própria plataforma e impedir a continuidade da empresa.

Ao se tornar ponto de criação, a Netflix acerta aos mais variados perfis diretamente no que interessa a cada um deles, uma vez que a homepage é personalizada com base no consumo de cada usuário, além de se consagrar e ter o holofote sobre si, uma vez que a qualidade dos conteúdos que produz são atestadas pelos inúmeros grammys vencidos e, recentemente, indicação ao Oscar.

Diante de uma empresa tão importante, é impossível não admirar o poder de inovar. A Netflix começou como um negócio simples e, até certo ponto, comum. Contudo, teve a perspectiva necessária para criar um futuro promissor para si e seu público, o que acabou por remodelar toda uma indústria de consumo.

No Comments

Post a Comment